António Rosa da Silva Magalhães, nasceu na freguesia de Valongo do Vouga, no lugar de Brunhido, em 21 de Outubro de 1896, filho de Pedro Luís Fernandes da Silva e de Maria Rosa da Conceição, tendo falecido no dia 11 de Janeiro de 1985 com 89 anos de idade.

Casou com a sr.ª D.Maria dos Anjos Morais, a 21 de Outubro de 1926.

Fez a sua vida militar no Algarve, mas seduzia-o a sombra dos pinheiros da sua terra. Assim, terminada a vida militar, regressou à casa paterna e foi, durante alguns anos, feitor da Quinta de Aguieira.

Era uma pessoa bastante culta, para o seu tempo, tendo sido correspondente de alguns jornais diários e colaborador do semanário. «A Soberania do Povo», de Águeda.

Dedicou-se ao teatro amador, ensaiando e compondo para os seus «artistas». As suas produções poéticas e dramáticas nunca foram publicadas, tendo grande parte do seu espólio literário desaparecido.

Era uma pessoa de prestígio no seu meio e no seu tempo. Costumava dizer muitas vezes «eu já sou do outro século». Sempre que podia, ajudava os mais necessitados, facilitando-lhes a aquisição de pinheiros e de eucaliptos para obras que pretendiam fazer.                                                                                     

Era uma pessoa muito crente e participante da Religião, sendo assíduo à Igreja e ficando no fim da Missa a conversar com os seus amigos no Adro da Igreja.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS